domingo, 31 de julho de 2011

"Caminhar entre espaços vazios preenchidos por mim mesmo
Ouvir, à distancia, o bater do meu coração
Me perco em silencios absolutos
Pra depois me encontrar, novamente em uma xícara de café morno..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário