terça-feira, 23 de agosto de 2011

Em meio a tantos elementos do nosso amor, meus sentidos percebem cada rastro da sua presença, que eleva e traz paz. Sinto uma irremediavel vontade de gritar gratidao, de cantar o amor em todas as suas vozes e formas, euforia madura, também sinto os pés no chão. Gostar consciente, claro e indiscutivel, te amar não é opcional, entende?!

Te espero aqui com todos os meus sonhos guardados, meus desejos aflorados, minha linha tenue entre a paixão avassaladora e o amor tranquilo...
Quero voce, hoje e cada vez mais!
Quero a precisão das suas palavras e a leveza das suas mãos me indicando o caminho certo para o seu coração.
Durante a minha trajetória aprendi que haverá sempre um amanhã. Que mesmo que fechem todos os meus caminhos, sempre existem os atalhos e mesmo que não me deixem falar, ainda existem os gritos.
Após esse vão,esse vazio,esse silêncio, esse hiato...Surge o Inicio do que parece ser uma sílaba - após tempos de hífen-

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Repouso, entre cinzas e incertezas
Um Ser cansado... de ser e de existir!
Preso no infinito de cada coisa, sem divisão
Complexa meiose de almas,
Um vai-vem frenético e inconsciente
Tão sem fim
Entregue ao delicioso legado do constante caminhar

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

"Longos troncos avançam em direção ao céu
Com suas fortes raizes , eles crescem e crescem e sobem...Obedecendo a força da Inteligencia Invisivel.
Sintetizam em suas folhas o alimento proveniente da Luz
Enfrentam ventos e rajadas que tentam impedi-los de seguir seu fluxo,
Mas sua raiz continua lá, agarrada à vida que a terra lhe oferece
...Absorvendo dali tudo que precisa, sem perder-se em seu objetivo principal...
Evoluir."
Sou utópico, desenho meus projetos em papel de pão

Corro distancias absurdas sem destino traçado

Alimento minhas vontades com vinho, musica e poesia desconhecida

Estou aberto para o novo, desde que eu ja tenha me acostumado com ele

Tenho fé até da incredulidade

Respeito somente algumas regras, despejo em palavras o que meu interior transborda

Não sorrio facil, não faço média, não minto para agradar

Se não sou aceito, me faço ser

Busco mergulhar na complexidade de todas as coisas

Pra voltar entendendo algo...ou nada sobre nada

Não busco conceitos, não me canso de olhar para o Céu

Em certos dias, prefiro os cães aos humanos

Nao quero e nem preciso me fazer entendivel

Apenas caminho, constante, para o rumo que meu coração determinar!



Erick Tozzo