quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Sou utópico, desenho meus projetos em papel de pão

Corro distancias absurdas sem destino traçado

Alimento minhas vontades com vinho, musica e poesia desconhecida

Estou aberto para o novo, desde que eu ja tenha me acostumado com ele

Tenho fé até da incredulidade

Respeito somente algumas regras, despejo em palavras o que meu interior transborda

Não sorrio facil, não faço média, não minto para agradar

Se não sou aceito, me faço ser

Busco mergulhar na complexidade de todas as coisas

Pra voltar entendendo algo...ou nada sobre nada

Não busco conceitos, não me canso de olhar para o Céu

Em certos dias, prefiro os cães aos humanos

Nao quero e nem preciso me fazer entendivel

Apenas caminho, constante, para o rumo que meu coração determinar!



Erick Tozzo

Nenhum comentário:

Postar um comentário