sábado, 22 de outubro de 2011

Amo assim, sem jeito certo. Amo sem direção, sem razão, motivo, amo até sem querer amar!
Esse sentimento que transborda, que faz que sua presença seja por aqui a única exigência. Quase uma questão de Sobrevivência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário