segunda-feira, 24 de outubro de 2011


De carona esse vento que não cessa, veio uma saudade boa, aquela do dia começando ao seu lado, do café rápido na padaria e da preguiça gostosa que convida pra mais dez minutinhos, juntos!
Me faz lembrar das tardes na minha casa, das noites na sua, das risadas e do silencio tantas vezes partilhado, do pensar, sonhar e do... roncar... (rs) alto, da mesa posta e da toalha perfumada de amaciante.
Saudades também das músicas, das letras, da textura do seu cabelo e do cheiro seu incenso preferido.
Mas confesso que essa saudades á toa, daquelas de sentir falta mesmo, da sua pessoa, é o que, nesse momento, mais me acontece por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário