quinta-feira, 10 de novembro de 2011


Gosto quando o cheiro doce das plantas passeia no ar, quase parado
Quando a noite cai, trazendo prenúncios de paz e quietude
Aprecio ver a cores, o escurecer, acompanhar todo processo
Nada ultimamente tem me feito mais feliz
Coisas minhas, tão clichês e tão simples assim
Tem dissolvido meus conflitos e deixado meu coração mais leve, pulsando no tremeluzir de alguma estrela perdida, na imensidão negra desse céu esparramado que traz, atrelado com a noite, mansidão e o término do ciclo natural do dia, que diga-se de passagem, o Universo cuidou de tudo para ser um dia muito iluminado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário