terça-feira, 8 de novembro de 2011


Mudei a minha retórica, tirei da estante uma velha coragem e fui experimentar qual sabor tinha a palavra Vida.
Deixei de ser metódico, me desfiz de alguns castelos de areia, abandonei minha terra firme e fui buscar ser alguém que, até então, nunca tinha deixado vir a superfície.
Desfiz todos os laços, quebrei correntes, pulei os muros e os portões que sempre me impediram de enxergar com clareza quem realmente mora aqui dentro.
Me encontrei, para encontrar você.
Abri mão de tudo que me pesava, para lhe trazer apenas a minha leveza
Limpei todos os cantos da minha vida e perfumei a minha alma para a ocasião.
Deixei no gelo o melhor vinho e na vitrola, toca a nossa canção.
Te espero aqui essa noite para poder te contar, segurando na sua mão, um capitulo inteiro da nossa história, inédito, que acabo de escrever há pouco, mas já se encontra destacado, em negrito, no meu coração.



Nenhum comentário:

Postar um comentário